Peregrinação dos Seminaristas do Regional Sul 1 (Estado de São Paulo) ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida

No último sábado (22), os seminaristas diocesanos de Santo Amaro estiveram presentes no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida participando da Peregrinação Estadual dos Seminaristas, promovida pela Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB), por ocasião do Ano Mariano que celebra o Tricentenário das Aparições da Imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida.

O Encontro teve três grandes momentos: iniciou-se com uma concentração na Tribuna Bento XVI, onde mais de 700 seminaristas e padres formadores foram acolhidos por Dom Paulo Beloto, bispo de Franca e Referencial da OSIB no Regional Sul 1 (que abrange o estado de São Paulo), e pelo Padre Leandro dos Santos, presidente da OSIB. Após as suas palavras, uma procissão se fez para adentrar o Santuário, onde todos meditaram o Santo Terço.

O segundo momento, ápice do encontro, foi a Santa Missa, presidida por Dom Jaime Pedro Kohl, bispo diocesano de Osório (RS). Concelebraram Dom Paulo Beloto, Dom Moacir Silva, Dom Pedro Luiz Stringhini, e vários outros sacerdotes presentes, dentre eles, representando a reitoria dos nossos seminários, o Rev. Padre Elvis Fernandes, reitor do Propedêutico e do Seminário de Filosofia da nossa diocese. As diaconias da celebração foram feitas pelos Diáconos Gabriel Pawlik, prefeito de disciplina do seminário teológico e Thiago Zilesg, prefeito de disciplina do seminário filosófico e propedêutico.

Encerrando com chave de ouro, num encontro na Capela São José, Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, fez uma belíssima reflexão sobre Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida e sua mensagem aos futuros padres da Santa Igreja. Ainda, antes de findar o grande encontro, todos se consagraram à Santíssima Virgem ela que é a Mãe e Rainha das vocações. Que cada um desses seminaristas seja gerado no ventre puríssimo de Maria, e que Ela os ajude a serem santos sacerdotes para a Igreja de Cristo, assim como diz a oração a Santo Amaro, nosso padroeiro: possam ser firmes nos caminhos do Cristo pobre, humilde e obediente, e seguir a sua vocação com fidelidade, e chegar à perfeição cristã.

Lucas Alves, Seminarista da Teologia

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *