Confraternização Pascal dos seminaristas na Diocese de Santo Amaro

É tradição para muitos na Igreja, celebrarem a Pascoela (também chamada “pascoeta” vindo do italiano pasquetta – o diminutivo de páscoa –, significa “pequena páscoa” e se refere à semana da oitava da Páscoa).

O seminário diocesano sempre guardou a segunda-feira da oitava da páscoa para viverem a sua pascoela. Este era um dia de descanso e confraternização entre os seminários de filosofia e teologia.

Neste ano, o “dia do anjo” (a segunda-feira da oitava da páscoa, dedicada a lembrar do anjo que anunciara às mulheres que não se encontraria entre os mortos aquele que ressuscitara) foi ocasião de muita alegria e unidade numa celebração comum da pascoela entre os seminaristas diocesanos e também religiosos.

Ocorrido no Seminário Maior São José de Anchieta do Instituto Verbo Encarnado (IVE), o grande encontro contou com a presença dos seminaristas e superiores dos Carmelitas Mensageiros do Espírito Santo (CMES), da Fraternidade São João Paulo II (FSJP), o Pontifício Instituto da Missões Exteriores (PIME), os Diocesanos Seculares, além dos anfitriões do Instituto Verbo Encarnado.

Fora um dia de muita alegria: um sarau (costume da família religiosa do Verbo Encarnado), esportes, comida e orações em comum preencheram o dia. Dom José esteve presente em grande parte do evento, inclusive presidindo a Missa Solene, o que fez do encontro um símbolo de comunhão entre os seminários que antes viviam a sua pascoela individualmente. “É a alegria da Ressurreição que nos une” – afirmou Pe. Emílio Rossi, IVE em seu discurso de acolhida.

Que esta alegria envolva a todos nós, e sejamos todos um no Amor e na Paz do Ressuscitado. Uma Santa Páscoa a todos!

Fotos: Imprensa do Verbo Encarnado
Redação: Seminarista Lucas Alves

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *