Juramento de Celibato e Obediência dos candidatos as ordens sacras no grau de diaconato.

Na noite de sexta (17), Dom José Negri esteve no Seminário Diocesano de Teologia “São João Maria Vianney”, onde celebrou a Santa Missa na qual recebeu o juramento de celibato, obediência e observância do Ofício Divino (Liturgia das Horas) de dois seminaristas que receberão o sacramento da Ordem no grau do Diaconato no próximo dia 25/03.

Gabriel Pawlik, e Thiago Zillesg, estando na etapa final da formação presbiteral, juraram a Deus, diante do Bispo Diocesano, do reitor do seminário de teologia, Pe. João Batista, dentre outros Padres e seminaristas, observarem celibato e obediência, considerando ter recebido de Deus, dons especiais, para cumprirem fielmente a Missão que a eles é confiada pelo sacramento da Ordem.

Dom José fez ressaltar que nem todo mundo entende a vida celibatária, mas aqueles que não casam, o fazem para viver aqui na terra, o que se vive no Reino do Céu. Afirmou ainda que é possível viver sinais do céu através do testemunho da vida casta.

O seminarista Thiago exprimiu esse momento com as seguintes palavras: “Depois de uma jornada de formação que passamos no seminário, é chegado o momento de dar um passo fundamental para corresponder o chamado que Deus nos faz, através dos compromissos firmados diante de Deus e da Igreja”.

Com palavras semelhantes, se expressou o seminarista Gabriel: “Chamados ao sacramento da Ordem, hoje nós concluímos mais um passo com nosso juramento de obediência e celibato à Santa Igreja”.

Dirigindo-se a eles, Dom José falou-lhes: “A doação de vocês hoje é muito profunda e a responsabilidade é muito grande. A vida do Padre não é a vida de um frustrado, mas a vida de quem acredita ter recebido de Deus, um dom superior. É uma escolha pela vida divina, vida de Deus, vida pura e casta”.

Que os santos apóstolos ajudem nossos irmãos no seguimento de Jesus; que a Virgem Santíssima os defenda de todo mal, e leve a eles a fortaleza de Deus nas provações; que nós façamos a nossa parte, rezando por todos aqueles que se entregam no sacramento da Ordem, e os que anseiam se entregar, a fim de serem todos fieis no cumprimento da vontade do Senhor.

Lucas Alves, Seminarista da Teologia


Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *